AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

USAF quer B-2 capazes de operar em todo o mundo

B-2 em operação no atol de Wake: os motores nem foram desligados na operação de reabastecimento
image_pdfimage_print

Aconteceu entre 15 de agosto e 27 de setembro, mas a USAF só divulgou agora em outubro: três bombardeiros B-2 Spirit estiveram em movimentadas operações a partir da Base Aérea da USAF de Hickman, no Havaí. O objetivo do treinamento foi exercitar a flexibilidade do comando de bombardeio estratégico.

“O primeiro destacamento dos B-2 para o Havaí destaca a sua alta flexibilidade estratégica para projetar poder a partir de qualquer ponto do mundo”, disse o Major-General Stephan Williams.

Mesmo na temporada de furacões, os voos foram intensos. Foram centenas de missões em voos locais e de longa duração, incluindo a participação de caças F-22 sediados no Havaí e com reabastecedores KC-135.

No dia 14 de setembro, um dos B-2 fez uma operação estratégica para o cenário do Pacífico: pousou no minúsculo Atol de Wake, uma localidade com meros 7 km² de área, e reabasteceu sem desligar os motores. Esse tipo de capacidade dá ao B-2 a possibilidade de operar em toda região do Pacífico.

Sobre o autor

Redação

Comentar

Clique aqui para comentar

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros