AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

USAF testa ferramenta da “guerra cognitiva” no F-16

Foto: John Raven / USAF
image_pdfimage_print

Um caça F-16C da United States Air Force (USAF) decolou da Base Aérea de Nellis para uma missão atípica no dia 31 de julho. Pela primeira vez, o software de guerra eletrônica da aeronave de combate foi atualizado enquanto o avião estava no ar.

Toda a transmissão de dados ocorreu via satélite e o pod ALQ-213 mudou sua forma de gerenciar as informações no meio do voo. Literalmente, uma nova capacidade foi adicionada durante a missão.

O teste foi um dos primeiros passos para aquilo que analistas já chamam de “guerra cognitiva”. Em um primeiro momento, esquadrilhas de aeronaves atacantes poderão ter seus sistemas atualizados de acordo com as ameaças presentes em um Teatro de Operações.

No futuro, a expectativa é ampliar o uso de tecnologias como inteligência artificial e machine learning. Hoje, a USAF já trabalha no programa Advanced Battle Management System (ABMS), focado na chamada “guerra centrada em redes”, unindo aeronaves tripuladas e não tripuladas em uma conexão de dados.

Lançamento! ASAS 119! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros