AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Airbus e Leonardo miram mercado de 400 aeronaves de treinamento na Europa

Foto: Alessandro Maggia

A Airbus e a Leonardo assinaram um Memorando de Entendimento (MoU) para promover conjuntamente sistemas de formação integrados para aviadores militares. A base será o jato de treinamento M-346 Master, da Leonardo, que já acumula 100 mil horas de voo.

As empresas avaliam que mais de 400 novas aeronaves para essa tarefa serão entregues nos próximos 20 anos apenas na Europa. Haverá ainda um mercado de 12 bilhões de euros em contratação de serviços de formação avançada de pilotos.

As empresas afirmaram trabalhar de olho em novos conceitos do poder aéreo que, para a Airbus e a Leonardo, vão exigir o desenvolvimento acelerado de novas capacidades e tecnologias para gestão da eficácia dos pilotos de caça. Não foi especificado, porém, quais as principais ideias.

Com este acordo, a Leonardo e a Airbus combinam a sua experiência e capacidades específicas para fornecer aos clientes europeus e internacionais as mais avançadas e eficazes soluções de Sistemas Integrados de Formação”, afirmou Marco Zoff, Diretor-Geral da Divisão de Aeronaves da Leonardo. “Uma indústria de defesa forte, inovadora e competitiva é um dos requisitos essenciais para reforçar o ambiente de defesa europeu e para alcançar a tão desejada autonomia estratégica”, completou Jean Brice Dumont, Diretor do Sistema Aéreo Militar da Airbus.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho