AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Airbus usa avião em testes para transportar 2 milhões de máscaras

Foto: Airbus

Após ver suas fábricas na Espanha, na França e na China fecharem as portas, a Airbus decidiu contra-atacar a pandemia de Covid-19. Neste fim de semana, um avião A330neo que faria um voo de teste antes da entrega transportou 2 milhões de máscaras da China para a Europa, a maioria das quais será doada às autoridades espanholas e francesas. Mais voos estão previstos para os próximos dias.

A empresa também anunciou hoje a retomada parcial dos trabalhos de produção e montagem na França e na Espanha após verificações de saúde e segurança e implementações de medidas rigorosas. Na China, a linha de montagem da Airbus em Tianjin reabriu ainda em fevereiro.

Para ter suas fábricas em funcionamento, a empresa realizou um extenso trabalho em coordenação com seus parceiros sociais para assegurar a saúde e a segurança de seus funcionários. A implementação dessas medidas exigiu uma pausa temporária nas atividades de produção e montagem nos instalações da França e da Espanha por um período de quatro dias.

O objetivo da Airbus é retomar os negócios. Porém, os postos de trabalho somente serão reabertos caso cumpram as novas medidas de saúde e segurança em termos de higiene, limpeza e auto distanciamento, melhorando a eficiência das operações sob novas condições de trabalho.

As mesmas medidas estão sendo implementadas em todas as outras instalações da companhia, sem que haja uma interrupção total em seu funcionamento. Para outras atividades não relacionadas à produção, a Airbus continua apoiando o trabalho em casa sempre que possível.

Ao mesmo tempo, a Airbus tem trabalhado para garantir os serviços públicos de saúde e emergência que dependem de suas aeronaves, helicópteros, satélites e serviços para realizarem suas missões.

Você já assistiu à série #Sextou?! Confira as melhores dicas culturais da aviação!

Sobre o autor

Redação

Comentar

Clique aqui para comentar