AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Executivos da Boeing vão ficar sem pagamento

Aeronaves 737Max aguardam liberação para reinício dos voos em todo o mundo. Foto: CNN
image_pdfimage_print

O CEO da Boeing, Dave Calhoun, e o presidente do Conselho de Administração, Larry Kellner, não vão receber pagamentos até o fim do ano.

A decisão ocorre logo após Donald Trump prometer um pacote de benefícios fiscais, subsídios e empréstimos para a Boeing. O valor total do socorro deve chegar a 58 bilhões de dólares.

LEIA MAIS SOBRE A BOEING

A empresa já enfrentava a crise do modelo 737 Max, afastado de operação há mais de um ano, e agora também sofre os efeitos econômicos da pandemia do Corona Vírus.

A Boeing, inclusive, já reavaliaria a compra da divisão de jatos comerciais da Embraer.

Você já assistiu à série #Sextou?! Confira as melhores dicas culturais da aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros