AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Alemanha tem déficit de caças e não teria como enfrentar uma guerra na Europa

Foto: Julian Herzog

A Alemanha tem forças armadas menos capazes do que precisa e, apesar de ter adquirido recentemente material moderno, como 35 caças F-35 Lightning II ainda a serem recebidos, as compras são numericamente muito limitadas. A conclusão é dos próprios parlamentares alemães, que têm repetidamente falado à imprensa sobre a necessidade de reamar o país, principalmente frente a ameça de uma guerra na Europa, para a qual dizem não haver preparo. De acordo com o relatório anual do congresso da Alemanha sobre o tema, se mantido o ritmo de investimentos atuais, só haverá condições efetivas de defesa daqui a 50 anos.

Especificamente sobre a Luftwaffe, há questionamentos públicos sobre a atual disponibilidade dos 130 caças Eurofighter EF-2000 Typhoon e 110 Tornado. Neste caso, a quantidade é até compatível com outras nações europeias, mas o número de horas de voo anuais estaria bem abaixo do que o registrado na França, na Itália e no Reino Unido, por exemplo. Os parlamentares também questionam sobre a realização de poucos exercícios com países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) .

Há demandas também em diversas áreas do Exército e da Marinha, incluindo o apoio logístico restrito dado pela força aérea do país. Por exemplo: há 38 A400M e dois C-130J na frota, além de jatos Airbus, porém faltam modelos de apoio mais próximo, do porte de um C-27 ou C-295, ou mesmo de um Caravan. Só agora também foram adquiridos KC-130J, para reabastecimento dos caças, o que virtualmente ainda torna a Luftwaffe uma força aérea de curto alcance.

Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, a população da Alemanha tem se notabilizado pela aversão ao armamentismo, mas a recente invasão da Ucrânia pela Rússia despertou temores ao ponto de parte significativa do país já defender até a volta do serviço militar obrigatório. O investimento em defesa, inferior a 2% do PIB, já era criticado por parceiros da OTAN e agora se tornou também tema de debate e de preocupação pública. De acordo com políticos atualmente no governo alemão, por ter tropas e aeronaves dos Estados Unidos em seu território, é como se a Alemanha nunca tivesse se preocupado em, de fato, ter forças armadas adequadas para as suas necessidades de defesa.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho