ARTE, CULTURA & LAZER TELA EM VOO

Bandeirante foi estrela em filme do Batman

Cena utilizou tanto aeronaves reais quanto modelos
image_pdfimage_print

Completando 50 anos do seu primeiro voo hoje, as 498 unidades fabricadas do Embraer Bandeirante acumulam várias histórias no Brasil e no exterior. Porém, em 2012 uma unidade se notabilizou por participar do filme Batman – The Dark Knight Rises.

Repleta de efeitos especiais, a cena mostra um Bandeirante ser “laçado” em pleno voo por bandidos ligados ao vilão Bane. A aeronave fica pendurada em um Hércules.

O filme dirigido por Christopher Nolan teve um orçamento de 250 milhões de dólares. A cena com as aeronaves é uma das mais espetaculares. Tanto que concorreu a um prêmio da “Visual Effects Society”, o “Oscar” dos efeitos visuais.

Aeronave é conhecida no exterior como “Bandit”

“Bandido”

Curiosamente, nos Estados Unidos, onde foi utilizado por empresas comerciais de transporte regional, o Bandeirante é chamado de “Bandit”.

Na vida real, a unidade foi fabricada em setembro de 1988, em São José dos Campos (SP). Recebeu inicialmente a matrícula PT-SHZ, tendo voado pela primeira vez em janeiro do ano seguinte.

Em 1995, a aeronave foi entregue para a Guarda Costeira de Cabo Verde, onde recebeu a matrícula FAC-03 e voou até 2008, quando recebeu a matrícula civil ZS-CMO e entrou em serviço na empresa sul-africana Batair Charters. Posteriormente recebeu a matrícula ZS-NVB para voar na Batair Cargo, e assim participou do filme do Batman.

Mas o tempo de fama foi curto. Em 29 de junho de 2013, às 7 horas da manhã, o ZS-NVB caiu quando tentava pousar sob espessa neblina no aeroporto de Francistown, em Bostsuana. Os dois pilotos morreram.

Assista à cena do filme:

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros