AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

China deve conquistar primeira exportação de helicópteros de ataque

Com cerca de 300 unidades em serviço nas forças armadas da China, o CAIC Z-10 está pronto para conquistar o primeiro cliente internacional. Deverá ser o Paquistão.

O país islâmico vai cancelar a encomenda de 30 T120 Atak, de fabricação turca, e partir para o Z-10. A solução será necessária por conta do embargo dos Estados Unidos às exportações do T129, que utiliza os motores LHTEC T800-4A, desenvolvido pela Honeywell com a Rolls-Royce.

Já o Z-10 não tem essa limitação política. Tendo sido desenvolvido inicialmente em parceria com a Rússia, o modelo voou pela primeira vez em 2003, entrou em serviço em 2012 e tem tecnologia dominada pelos chineses.

O peso vazio é de 5.100 kg, e com dois tripulantes, combustível e armamento, pode chegar às 7 toneladas. É o suficiente para a munição do canhão 23mm e o conjunto de foguetes não guiados e mísseis HJ-10, HJ-8, TY-90 e PL-9 que podem ir nos quatro pontos duros.