AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Rússia encomendou 701 novos aviões de combate em 13 anos

O esforço de Moscou para manter a Rússia como uma potência militar se intensificou nas duas últimas décadas. Somente entre 2006 e 2013, foram mais de 700 novos aviões de combate encomendados, além de ter havido a modernização dos Su-24, Su-25, Su-27, Su-33, Tu-22M3, Tu-95MS e Tu-160. Destes dois últimos, quatro e duas novas unidades acabam de entrar em serviço.

No período, foram encomendados 224 Su-34, 76 Su-57S, 66 MiG-29SMT, 22 Su-27SM3, 157 Su-30, 132 Yak-130, dez Tu-160, oito MiG-29UBT, quatro MiG-35S e dois MiG-35UB. Também houve a aquisição de 20 treinadores DA-42T, 27 Il-76MD-90A, dez Il-78M-90A, 17 Tu-214 e dois Il-112V. Entre os helicópteros, foram 264 Ka-52, 239 Mi-28, 84 Mi-35, quatro Mi-38, 340 Mi-7, 50 Ansat e 36 Ka-226. Os números são referentes a todas as forças armadas.

Destaca-se também, em 14 de dezembro de 2021, a assinatura da compra dos quatro primeiros drones de ataque S-70 Okhotnik. Também há a expectativa para a aquisição do novo caça Checkmate.