AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

China exporta para Nigéria drone com 30 horas de autonomia

image_pdfimage_print

A Nigéria é o novo país a operar o drone chinês Wing Loong II. Capaz de realizar missões de reconhecimento e de ataque, a aeronave não tripulada tem potencial para atuar em missões de contrainsurgência e antipirataria.

De acordo com comunicado da Força Aérea da Nigéria, um par foi adquirido. A foto divulgada revela a presença de sensor ótico e também de seis cabides sob as asas, que podem vir a receber armamentos.

Bangladesh, Arábia Saudita, Paquistão e Egito também já teriam adquirido o drone chinês. Com peso máximo de decolagem de 4,2 toneladas, velocidade máxima de 370 km/h e teto de serviço de 9.900 metros (32.500 pés), o Wing Loong II entrou em serviço em 2017, ano do seu primeiro voo.

LEIA TAMBÉM: China terá novo porta-aviões até o fim do ano

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros