AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Em 3 anos, F-15 rendeu mais de US$ 22 bi para a Boeing só com países árabes

image_pdfimage_print

A Boeing deve ganhar um contrato no valor de 9,8 bilhões de dólares para apoiar a operação de caças F-15 da força aérea do Reino da Arábia Saudita. Hoje, o país conta com 66 F-15C e 21 F-15D, e está em fase de recebimento de 84 F-15SA, versão avançada do F-15E Strike Eagle, e mais 66 F-15SR, versão modernizada de F-15E mais antigos.

Um segundo contrato de 657 milhões de dólares envolve o suporte logístico para a frota de 36 caças F-15QA do Catar. A primeira aeronave será entregue em junho, ainda nos Estados Unidos, para ser usada para treinamento. O plano é que ao fim de 2023 os 36 F-15QA estarão em serviço. Para adquirir os caças, em 2017 o Catar assinou um contato de mais de 12 bilhões de dólares, hoje em fase de pagamento.

Além dos Estados Unidos, Japão, Israel, Arábia Saudita, Coreia do Sul e Cingapura operam caças F-15.

LEIA TAMBÉM: USAF investe US$ 1,2 bi em 8 caças F-15EX

LEIA TAMBÉM: Sem sucesso com o F-18, Boeing quer oferecer F-15EX à Índia

LEIA TAMBÉM: 2.500º AH-64 Apache é entregue pela Boeing

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros