AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Sem sucesso com o F-18, Boeing quer oferecer F-15EX à Índia

image_pdfimage_print

Apesar das centenas de aeronaves operadas pela US Navy, o F-18E/F Super Hornet tem decepcionado nas exportações: somente a Austrália adquiriu o jato fabricado pela Boeing. Agora, para a disputada concorrência para fornecimento de 110 caças para a Força Aérea da Índia, a companhia norte-americana vai solicitar ao governo dos EUA a autorização para oferecer o F-15EX, versão mais moderna do Strike Eagle, como mais uma opção para competir em um mercado disputado.

LEIA MAIS SOBRE O F-18 SUPER HORNET

A Boeing diz que continuará a oferecer o F-18E/F, mas o pedido de autorização para exportar o F-15EX revela que o Super Hornet está longe de ser considerado um favorito. Um dos desafios é que os indianos têm tradição em utilizar aeronaves de combate russas, francesas, inglesas e fabricadas localmente, mas não norte-americanas.

LEIA MAIS SOBRE O F-15

Na atual concorrência, o F-18E/F e o F-15EX devem encarar o MiG-35, o Sukhoi Su-35, o Gripen E/F, o Dassault Rafale e o Eurofighter Typhoon. A norte-americana Lockheed Martin oferece o F-16V, versão mais nova do seu jato monomotor, porém com a designação F-21 para marcar a evolução do caça.

A maior expectativa da Boeing acaba indo para a concorrência paralela para a aquisição de 57 caças para a Marinha da Índia. O fato de já ser um jato navalizado coloca o F-18E/F como um concorrente com maiores chances.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros