AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Embraer vai estudar a criação de aeronaves movidas a hidrogênio

A Embraer vai realizar programas tecnológicos para o futuro desenvolvimento de aeronaves movidas a hidrogênio, uma das apostas do setor para tornar a aviação mais sustentável. Para isso, a empresa brasileira anunciou no Paris Air Show, na França, um acordo de colaboração com a GKN Aerospace.

Juntas, as duas empresas vão utilizar seus conhecimentos e recursos para apoiar ativamente o desenvolvimento da inovadora tecnologia de célula combustível a hidrogênio, bem como otimizar a integração de sistemas em plataforma aeronáutica. A GKN Aerospace colabora com avançados estudos sobre hidrogênio na Holanda, Suécia e Reino Unido.

O principal programa de exploração de hidrogênio da GKN Aerospace, o H2Gear, está focado no desenvolvimento de um sistema de propulsão de hidrogênio líquido altamente eficiente projetado especificamente para aeronaves de menor porte. Com potencial de escalabilidade para aeronaves maiores, esse sistema converte hidrogênio líquido em eletricidade em um sistema de célula combustível de última geração.

“A aviação movida a hidrogênio representa uma solução tangível e atraente para termos voos com zero emissões. O avanço de uma nova tecnologia exige uma colaboração inédita dentro da indústria, a exemplo desta parceria com a Embraer, bem como a combinação de experiência em ecossistemas aeroespaciais em nossos países e apoio entre governos”, afirmou Russ Dunn, CTO da GKN Aerospace.

“O imperativo da sustentabilidade impulsiona os programas de pesquisa e desenvolvimento da Embraer e o potencial desenvolvimento de um demonstrador de tecnologia a hidrogênio representa um marco importante em nossa rota tecnológica rumo ao futuro da aviação sustentável. É uma satisfação ter a GKN Aerospace como parceira nesta jornada”, acrescentou Luís Carlos Affonso, Vice-Presidente de Engenharia e Desenvolvimento Tecnológico da Embraer.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho