AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA Sem categoria

Eurofighter perto do fim?!

Eurofighter em missão de defesa aérea com a RAF
image_pdfimage_print

Fruto da parceria entre Alemanha, Espanha, Itália e Reino Unido, o Eurofighter Typhoon deverá enfrentar uma diminuição de ritmo nas quatro unidades de produção, uma em cada país. Isso porque nos últimos 17 anos as fábricas conseguiram produzir quase todas as unidades encomendadas, mas novos usuários não se concretizaram.

Até agora, 623 Typhoons foram encomendados. Em setembro, foi entregue o último dos 160 para o Reino Unido. Dem dezembro, o último dos 143 para a Alemanha. As entregas finais para a Itália e Espanha, com 96 e 73 unidades adquiridas, respectivamente, devem ser concluídas em 2020.

Entre os clientes de exportação, Arábia Saudita (72), Áustria (15 aeronaves) e Oman (12) já receberam suas aeronaves. Ainda serão iniciadas as enterguas para o Catar (24) e Kwait (28).

O número de encomendas atuais, no entanto, não justifica a existência de quatro fábricas. Cada um dos quatro paises parceiros na produção ficará responsável por determinados componentes, porém somente as fábricas no Reino Unido e na Espanha farão a montagem final, respectivamente, para as unidaes do Catar e do Kwait.

O consórcio Eurofighter tem ainda a expectativa de conquistar uma encomenda adicional de 38 unidades para a Alemanha. Seriam unidades avançadas, com destaque para o radar AESA. O país poderia ainda adquirir mais dois lotes adicionais de 85 e 12 aeronaves para substituir seus caças-bombardeiros Tornado.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros