AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

F-35 vai ganhar mais capacidade para combate ar-ar

Foto: Paul Weatherman

Os caças F-35 Lightning II vão receber um dispositivo apelidado de sidekick para ampliar a capacidade de levar mísseis AIM-120 AMRAAM dentro dos seus compartimentos de armas. O número vai subir de quatro para seis.

De acordo com a página The Drive, que recebeu da Lockheed Martin a informação sobre o sidekick, pelo menos desde 2019 há projetos para ampliar a capacidade ar-ar do F-35. A mudança, porém, vai beneficiar apenas os F-35A e F-35C. O F-35B, versão de pouso vertical, não receberá o novo dispositivo por ter compartimentos internos de armamento menores.

Os F-35 de todas as versões até podem levar mais mísseis em suportes sob as asas, porém, levá-los dentro do compartimento de armas significa poder combater mantendo a característica stealth. Considerando que os AIM-120 são usados para combates além do alcance visual, com uso prioritário dos radares e sistemas passivos, ser stealth pode garantir atingir os inimigos sem ser detectado.

Ao levar seis mísseis AIM-120 mantendo características stealth, o F-35 vai se equiparar ao F-22 e vai reduzir uma das principais críticas ao projeto. Caças sem características stealth têm investido em levar um número ainda maior de mísseis: o Sukhoi Su-35 pode levar até 12 unidades e a Boeing criou o F-15EX Strike Eagle II com estações para levar até 22 mísseis em um único voo. 

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho