AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Longe do F-35, Canadá vai modernizar seus F-18A/B

Caças CF-18, do Canadá, no exercício Red Flag
image_pdfimage_print

Depois de ser um dos países parceiros no desenvolvimento dos caças de quinta geração F-35 Lightning II, a indecisão do Canadá sobre os novos caças acabou em um projeto de modernização dos F-18A/B, a versão mais antiga do Hornet, adquiridos pelo país no início dos anos 80.

Um total de 862,3 milhões de dólares serão investidos em um programa de modernização de 36 caças F-18A/B. As aeronaves receberão radares APG-79 AESA, mísseis AIM-9X Block II e outras melhorias técnicas nas áreas de sensores, sobrevivência e segurança. A primeira unidade deve ser recebida em 2023, e a última em 2026.

Ainda com marcas australianas, caças F-18A já foram recebidos por militares canadenses

A situação da Royal Canadian Air Force (RCAF) não tem sido fácil. A frota de 98 F-18A e 40 F-18B chegou a ficar reduzida a 60 e 25, respectivamente. Com a responsabilidade de participar de missões da OTAN e apoiar os Estados Unidos na defesa aérea da América do Norte, no âmbito do North American Aerospace Defense Command (NORAD), a força adquiriu mais 25 F-18A/B usados da Austrália. Dezoito foram postas em serviço e as demais serviram como fonte de peças.

Em paralelo, continua a concorrência para adqurir 88 aeronaves caças. Participam da concorrência a Boeing, a Airbus, a Lockheed Martin e a Saab. A primeira unidade do novo caça deve ser recebida no início de 2025, três anos após a assinatura do contrato.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros