AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Marinha leva navio aeródromo para proteção da Cúpula da Amazônia

O Navio-Aeródromo Multipropósito (NAM) Atlântico, da Marinha do Brasil, estará entre os dias 7 e 10 de agosto na região da foz do Rio Amazonas para exercer o controle marítimo da área durante a realização da Cúpula da Amazônia, que reunirá chefes de estado em Belém (PA) nos dias 8 e 9 de agosto. A missão também contará com a fragata Defensora, o navio de apoio Iguatemi e os navios-patrulha Bocaina e Guarujá, além de uma aeronave P-95 Bandeirante Patrulha da Força Aérea Brasileira.

Comandado pelo Chefe do Estado-Maior da Esquadra, Contra-Almirante Antonio Braz de Souza, o Grupo-Tarefa (GT) localizará, identificará e acompanhará os navios e embarcações transitando pela área, por meio de operações de esclarecimento, bem como coordenará o emprego conjunto dos meios navais. Vale destacar a capacidade do radar Artisan 3D, que permite a tripulação do Atlântico realizar a vigilância do espaço aéreo a distâncias de até 200 km.

Neste sábado, 5 de agosto, o Navio-Aeródromo vai atracar, pela primeira vez, em Belém (PA). A Marinha do Brasil também planeja a visitação de autoridades. Com 208 metros de comprimento e 31,7 metros de boca (largura), é a maior embarcação militar brasileira, tendo como base o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro (AMRJ), na Ilha das Cobras, Rio de Janeiro.

O Atlântico pode operar com todos os modelos de helicópteros da Marinha, além das aeronaves remotamente pilotadas ScanEagle. A Força Aérea Brasileira e o Exército também já realizaram operações a bordo.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho