AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

MiG-31 se torna aeronave mais temida pela Ucrânia, com ataques sem possibilidade de defesa

MiG-31 russo com míssil hipersônico Khinzal

Todas as vezes em que um avião MiG-31 Foxhound é detectado pelas forças de defesa da Ucrânia, um alerta de é enviado para todo o país. Isso porque o jato russo pode estar equipado com mísseis hipersônicos Kh-47 Kinzhal, uma arma para a qual ainda não existem defesas antiaéreas capazes de deter. A informação foi dada pelo Coronel Yuri Ignat, porta-voz da força aérea da Ucrânia.

Pelo menos seis Kh-47 foram utilizados durante o ataque massivo com 81 mísseis realizado na noite de quinta-feira (9 de março). “Tem sido uma noite difícil”, disse o militar, em seu canal no Telegram. “Um ataque maciço em todo o país. Kiev, Kirovohrad, Dnipro, Odesa, Kharkiv, Zaporizhzhia, Lviv, Ivano-Frankivsk, Zhytomyr, regiões de Vinnytsia. Ataques a infraestruturas críticas e edifícios residenciais”, completou.

O ataque contou com outras armas, como os mísseis supersônicos Kh-22, lançados pelos bombardeiros Tupolev Tu-22M, além de drones Shahed e até mísseis antiaéreos S-300 sendo usados para atacar alvos em solo. Supreendeu, porém, o grade número de Kh-47. Apesar de terem tido o batismo de fogo no conflito em 18 de março de 2022, foram poucas as ocasiões de ataques confirmados com essa arma.

A mesmo tempo, a Ucrânia celebra o abate de mísseis mais antigos. Um total de 42 Kh-101, Kh-505, Kh-31P, Kh-59 e Kalibr não alcançaram seus alvos naquela noite. Não há registros de abates nem do Kh-47 Khinzal, nem do Kh-22 nem do S-300 adaptado para função de ataque.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho