AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Países europeus vão comprar mil mísseis antiaéreos Patriot

Foto: US Army

A importância da defesa antiaérea está na pauta de países europeus. Alemanha, Espanha, Países Baixos e Romênia anunciaram um investimento conjunto de US$ 5,5 bilhões para a compra de mil mísseis MIM-104 Patriot. As quatro nações já operam o sistema de origem norte-americana, porém identificam a necessidade de reforçar essa camada de defesa.

Desenvolvido a partir dos anos 60 e com entrada em serviço nos anos 70, o Patriot tem recebido versões cada vez mais aprimoradas, sendo atualmente referência ocidental para se opor a mísseis balísticos e de cruzeiro, aviões, helicópteros drones e até certos tipos de munição inimigas. Desde a Guerra no Golfo, no início dos anos 90, tem sido amplamente utilizado e também foi transferido para a Ucrânia, após o início do conflito de 2022.

Além dos Estados Unidos, atualmente 17 clientes estrangeiros utilizam o Patriot, incluindo países-membros da OTAN (Alemanha, Grécia, Espanha, Países Baixos, Polônia e Romênia), Japão, Israel, Ucrânia, Taiwan, Emirados Árabes Unidos, Suécia, Coreia do Sul, Catar, Arábia Saudita, Jordânia e Kuwait. O Japão possui sua própria linha de montagem.

O pedido europeu também deve significar a criação de uma linha de montagem em Schrobenhausen, na Alemanha. Para isso, a norte-americana Raytheon deve trabalhar em conjunto com o conglomerado MBDA. A expectativa é atender a essa compra e ter condições de suprir novos pedidos de clientes da região.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho