AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Peru recebe exposição de helicópteros russos

Ansat (em voo) e Mi-171A2 Foto: Russian Helicopters

Entre os dias 28 e 31 de outubro, a Russian Helicopters participa da feira de defesa SITDEF-2021, que acontece em Lima, capital do Peru. O destaque será a apresentação de modelos em tamanho real do Ansat e do Mi-171A2, helicópteros russos que lutam por espaço no mercado internacional.

A Russian Helicopters acredita no mercado latino-americano: por aqui, estão em uso mais de 350 helicópteros fabricados na União Soviética ou na Rússia, tanto com operadores civis quanto militares. “O Peru é um parceiro-chave no mercado sul-americano. Há mais de 100 helicópteros russos em operação no país. Destaco o Mi-171, em uso com empresas privadas e forças armadas, com elogios dos operadores por conta das características técnicas e de vo, alta confiabilidade, facilidade de manutençação e possibilidade de uso em ambientes desafiadores”, disse Andrey Boginsky, CEO da Russian Helicopters.

O Ansat tem alcance de 500 km e, na Rússia, também se destaca pelo uso em serviços médicos

Moderno, tendo iniciado as operações em 2013, o helicóptero Ansat é a nova aposta do país para ampliar sua participação no mercado internacional. É comparável aos ocidentais AW109, Bell 429 ou EC145. A motorização é da Pratt & Whitney, com dois PW207K. A capacidade é de até oito passageiros, com peso máximo de decolagem de 3,6 toneladas.

Já o Mi171A2 é a versão mais moderna do tradicional Mi-8. O helicóptero é equipado com motores VK-2500PS-03 (uma versão civil de motores instalados em helicópteros de combate Mi-28) com sistema de controle digital. Uma das diferenças mais importantes entre o Mi-171A2 e os helicópteros da família Mi-8/17 é o novo sistema de transporte.

Foto: Russian Helicopters

O helicóptero está equipado com um rotor de cauda mais eficiente e um novo rotor principal com lâminas totalmente feitas de material composto e design aerodinâmico melhorado. Em agosto de 2017, o helicóptero recebeu da Agência Federal de Transporte Aéreo da Federação Russa um certificado de tipo da categoria “A”, que prevê a implementação dos mais rigorosos requisitos de segurança para helicópteros civis.

A versão anterior, Mi-171A1, tem histórico por aqui. Em 2005, o Mi-171A1 foi certificado no Brasil e entrou em serviço no Brasil. Em 2010, o helicóptero Mi-171A1, apresentado pela operadora Atlas Taxi Aéreo, venceu a licitação da Petrobras pelo direito de realizar operações aéreas na Bacia Amazônica. Agora, a empresa quer mais uma vez ter destaque no setor de óleo e gás.