AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Prejuízo do 737 Max pode chegar a US$ 18,6 bi

Mais de US$ 18,6 bilhões de dólares. É este o prejuízo total que a Boeing espera ter por conta da crise causada pelos dois acidentes, paralisação dos voos e perdas do mercado do modelo 737 Max.

Cerca de metade desse valor, US$ 8,3 bi, se referem somente a compensações para as companhias aéreas que ficaram sem suas aeronaves. O restante envolve prejuízos na linha industrial, custos de recolhimento e armazenamento das aeronaves e gastos com os novos desenvolvimentos, testes e certificações.

Em 2018, a empresa teve um lucro de 7,8 bilhões de dólares em 2018 somente na divisão de aeronaves comerciais. Em 2019, o prejuízo da área foi de 6,7 bilhões. Por esse motivo, o retorno das operações do 737 Max é considerada prioridade máxima da empresa.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Assine Asas!

Parceiros