AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Airbus com 172 passageiros quase foi derrubado nesta semana

Ia acontecendo de novo. Um Airbus A320 com 172 passageiros a bordo fez um pouso de emergência na base aérea de Khmeimim, na Síria, porém controlada pela Rússia, após quase ser abatido pela defesa antiaérea síria. O fato aconteceu nesta quinta-feira, dia 6, e tem sido destaque na imprensa russa.

O A320 da companhia aérea síria Cham Wing Airlines, com matrícula YK-BAB, voava de Najaf, no Iraque, para Damasco, na Síria. Uma tragédia só não ocorreu porque o controle de tráfego sírio desviou a aeronave durante um embate entre quatro F-16 israelenses e mísseis antiaéreos. O avião civil ficou, literalmente, no meio do fogo cruzado.

Rússia acusa Israel

O Ministério da Defesa da Rússia disse ser “comum” Israel utilizar aeronaves civis como escudo contra armas antiaéreas. Em 2018, duas aeronaves civis também teriam sido colocadas em risco durante ataques israelenses.

“Tel-Aviv está perfeitamente consciente das rotas dos voos civis e da atividade aérea em Damasco, tanto de dia quanto de noite, e esse tipo de missão irresponsável prova que os estrategistas israelenses podem não ligar para eventuais baixas civis”, disse o Major General Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia.

A tática israelense seria fazer seus caças passarem perto de aeronaves maiores e mais lentas, e dessa forma confundirem os sistemas antiaéreos inimigos. Em 2018, um avião de patrulha russo Il-20M foi abatido por um sistema antiaéreo sírio após essa tática ser empregado por caças F-16 de Israel.

Caças F-16 de Israel têm realizado ataques em território sírio

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Assine Asas!

Parceiros