AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Rússia leva caças com mísseis hipersônicos para área de tensão

Pela primeira vez na história, caças MiG-31 armados com mísseis hipersônicos Kinzhal foram vistos no exclave russo de Kaliningrado, uma porção do território do país localizado entre a Polônia, a Lituânia e a Bielorrúsia, com litoral para o Mar Báltico. Sem rivais no Ocidente, o Kinzhal é apontado como um “destruidor de porta-aviões” e representa uma das maiores forças do arsenal da Rússia. Os mísseis também podem levar ogivas nucleares.

Exclave de Kaliningrado (seta vermelha)

As imagens dos MiG-31 com mísseis Kinzhal foram postadas no Twitter. O fato de os aviões fazerem voos com os armamentos torna clara que não houve a menor intenção de escondê-los. Pelo menos quatro desses caças foram vistos na região, segundo o site ocidental The Drive.

De acordo com Carl Bildt, do European Council on Foreign Relations (ECFR), metade dos mísseis Kinzhal estariam agora no exclave de Kaliningrado. As aeronaves capazes de utilizar esse armamento são normalmente baseadas em Akhtubinsk, próximo ao Cazaquistão.

O movimento da Rússia ocorre dias depois de a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) deslocar forças para a região, para o Mar Negro e para o Mar Mediterrâneo, ao passo que os líderes dos países se envolvem em conversações diplomáticas. De Kaliningrado, os MiG-31 com os mísseis Kinzhal também podem se deslocar para a fronteira com a Ucrânia dependendo apenas de autorização do governo da Bielorrúsia, que é aliado de Moscou.

Saiba mais sobre o Kinzhal no vídeo abaixo:

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho