AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Selecionada para quarentena, Base de Anápolis se destaca pela segurança

Com 3 km, a pista de acesso da Base Aérea de Anápolis separa o portão de entrada da BR-414. Foto: Google

A localização e a estrutura explicam a escolha da Base Aérea de Anápolis como local para os 18 dias de isolamento dos brasileiros a serem resgatados na China. Ao mesmo tempo em que está a apenas 157 km de carro até o Hospital das Forças Armadas, referência de atendimento médico em Brasília (DF), distância que também pode ser percorrida em menos de uma hora de helicóptero, a Base está isolada da cidade de Anápolis.

Inaugurada em 1972 para receber aeronaves de caça que se tornariam responsáveis pela defesa do Planalto Central, a Base Aérea é um exemplo de segurança. Diferente do que acontece em outros quartéis pelo país, o isolamento é grande: não há nenhuma avenida no perímetro da base, nem proximidade de casas. Nem as vilas militares ficam próximas. Somente a pista de acesso do portão até a BR-414 tem 3 km, ladeada por árvores e por vigilância militar. Apesar da relevância para a cidade, mesmo os moradores de Anápolis só costumam entrar na Base uma vez ao ano, durante os “portões abertos”.

A base está distante do centro da cidade de Anápolis. Foto: Google
A base está cercada por área verde: não há casas nem avenidas por perto. Foto: Google
O acesso à base é controlado em detalhes. FAB dispõe de tropas extras em caso de necessidade. Foto: Google

Quando chegarem da China, os cidadãos em quarentena poderão ser acomodados em dois hotéis de trânsito: são dois alojamentos capazes de receber até 66 pessoas em quartos com banheiros, geralmente utilizados por militares que pernoitam em Anápolis. Os quartos podem receber até três camas. Têm televisão, ventilador ou ar-condicionado e frigobar. Fisicamente, os hotéis também estão isolados das outras estruturas da base, sejam às destinadas aos esquadrões ou prédios de apoio, como uma divisão de saúde e um refeitório com cozinha completa. As refeições poderão ser levadas até os hotéis de trânsito.

Os 2 hotéis também estão isolados dos demais prédios da Base, que possui um refeitório e serviço de saúde próprios

Com cerca de 1,7 mil militares no seu efetivo atual, a Base Aérea de Anápolis tem um Grupo de Segurança e Defesa formado por militares especializados na proteção da própria unidade militar. Há um controle rígido de entrada e saída, cercas, canil e um terceiro alojamento que pode, eventualmente, receber mais militares para reforço.

A Base Aérea de Anápolis é uma das mais importantes no planejamento estratégico da Força Aérea Brasileira. Hoje a unidade conta com o primeiro esquadrão de cargueiros KC-390, dois esquadrões de reconhecimento com aeronaves E-99, R-99 e R-35, um grupo de defesa antiaérea e um esquadrão equipado com caças F-5, que a partir do próximo ano passará a receber os F-39 Gripen. Em 2017, a Base passou à designação de Ala 2.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!