AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Setor de óleo e gás impulsiona líder da aviação executiva da América Latina

Com ampliação de 50% no número de contratos em 2022, o setor de óleo e gás ajudou a Líder Aviação, maior empresa de aviação executiva da América Latina, a registrar crescimento no ano. Somente para essa área, a frota foi ampliada em 30% e houve investimentos de US$ 10 milhões. “Também inauguramos uma nova base que entrou em operação no estado do Rio de Janeiro, no Farol de São Tomé, em dezembro do último ano”, aponta Junia Hermont, Chief Operating Officer (COO) da Líder Aviação.

A Unidade de Operação de Helicópteros para a Indústria de Óleo e Gás atua no transporte aéreo offshore (unidades marítimas) e onshore (locais em “terra firme”), inspeção aérea de linhas de transmissão de energia e dutos, transporte aeromédico e fretamento de helicópteros (venda de voos spot), realizados por equipe especializada e qualificada – já que essas operações aéreas ocorrem em locais isolados e que exigem um alto nível de expertise. A empresa conta atualmente com mais de 50 aeronaves, incluindo helicópteros AW139, H135, Bell 212, Sikorsky S-92 e Sikorsky S-76.

Em 2022, a empresa incorporou mais três aeronaves para fretamentos: dois Hondajets e um helicóptero Airbus H145. A empresa já conta com opções capazes de atender todos os tipos de operação – de voos curtos e pouso em pistas de asfalto, terra ou grama, até voos internacionais, que exigem aeronaves com maior autonomia. Entre os modelos, há HondaJet, Hawker 850XP, Phenom 100 e 300, Premier IA, Learjet 40 e 45 e KingAir B200GT e C90.

“Essa atuação tão abrangente na aviação executiva faz com que a companhia mantenha sua solidez de 64 anos de história e o equilíbrio para continuar investindo em inovação, mantendo a excelência e segurança em nossos serviços”, pondera Junia. “Estamos orgulhosos de nossas conquistas em 2022 e prontos para voar mais alto em 2023”, complementa a COO.

Outros mercados

Outra área que teve destaque foi a de vendas e aquisições, com o registro de 20 aeronaves vendidas de junho 2021 até o final de 2022. “Acompanhamos o mercado mundial, que apresentou aumento de 150% nas transações de compra e venda tanto de aeronaves novas como de seminovas em relação ao período pré-pandemia”, diz Anderson Markiewicz, diretor de Vendas de Aeronaves da Líder Aviação. Em 2022, também houve o lançamento do HondaJet Elite II, da Honda Aircraft, da qual a Líder é representante exclusiva no Brasil – e que deve contribuir para aumento nas vendas em 2023.

A tendência de aumento de demanda também foi verificada nos seviços de atendimento aeroportuário, principalmente por conta do maior fluxo de voos internacionais da aviação executiva. “Quando se trata de atendimento a voos internacionais, por exemplo, a Líder Aviação registrou crescimento de 20% no primeiro semestre de 2022, na comparação com o mesmo período de 2019, último ano pré-pandemia”, detalha Cynthia de Oliveira, diretora de Atendimento Aeroportuário da Líder Aviação.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho