AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Suécia investe em novos desenvolvimentos do Gripen

Foto: Carlos Menendez San Juan

A Saab continuará a desenvolver novidades para a família de caças Gripen. O governo da Suécia assinou um contrato adicional de 998 milhões de coroas suecas (cerca de 120 milhões de dólares) para manter as atividades de desenvolvimento pelo menos até dezembro de 2022.

Os recursos servirão para operar aeronaves de testes, bancadas, ferramentas e simuladores. Isso vai permitir que a empresa continue a apresentar novidades tanto para a Força Aérea da Suécia quanto para outros operadores do jato no mundo, incluindo o Brasil.

“O Gripen foi projetado para receber atualizações contínuas de forma a poder enfrentar e derrotar novos desafios de combate. Para permitir o desenvolvimento contínuo do Gripen é necessário que tenhamos ferramentas avançadas. Este contrato permitirá que o Gripen esteja sempre na vanguarda, hoje e no futuro ”, disse Jonas Hjelm, Vice-Presidente Sênior e chefe da área de negócios da Saab.

Sobre o autor

Redação

Comentário

  • O Brasil poderia desenvolver uma versão embarcada do Gripen junto com a Suécia, uma vez que no futuro teremos que substituir os caças A-4 Skyhawk da marinha brasileira. Isto definirá o tipo de porta-aviões a ser utilizado pela nossa armada, uma vez que estamos sem este vetor para a defesa do nosso extenso litoral. Importante ressaltar que este novo porta-aviões deverá considerar os demais vetores da aviação embarcada da nossa marinha, inclusive os Grumman C 1A Trader que estão em processo de modernização nos Estados Unidos para a versão KC-2 Turbo. Esta embarcação também deverá estar em condições de operar vants, drones e aeronaves de decolagem e pouso vertical já operadas pela marinha, aeronáutica e exército.

Clique aqui para comentar