AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Tecnologia israelense de defesa antiaérea será exposta no Brasil

Desenvolvidas em um dos cenários de maiores e mais constantes hostilidades do mundo, soluções de defesa antiaérea de Israel devem ganhar destaque na próxima semana, no Rio Janeiro (RJ). Isso porque a Rafael Advanced Defense Systems’ Integrated Air and Missile Defense Systems Division (IAM&DS) terá destaque na feira de defesa LAAD 2023. O Brasil é um país sem esse tipo de tecnologia e chegou a iniciar processos seletivos para a compra de armamentos mais avançados para a sua antiaérea.

As soluções a serem apresentadas pela Rafael na LAAD vão desde a proteção contra drones, chamada em inglês de counter-Unmanned Aerial
System (C-UAS), até o enfrentamento a mísseis de cruzeiro e balísticos. O conceito a ser apresentado pelos israelenses é de uma defesa em camadas que atua a partir de sistemas de comando e controle em rede.

Na primeira camada, o Drone Dome oferece cobertura de 360º com uso de um sistema laser para anular as aeronaves remotamente pilotadas consideradas hostis. O sistema de detecção se vale de inteligência artificial para identificar a presença de drones, inclusive os de pequeno porte, e atuar para destruí-lo ou pelo menos cessar suas comunicações.

A segunda camada de proteção é o já famoso Iron Dome, internacionalmente conhecido por seu papel de proteger Israel de foguetes não guiados lançados por grupos terroristas. Desde a entrada em serviço, em abril de 2011, já foram mais de quatro mil disparos, sendo 90% deles bem sucedidos. Os mísseis de defesa Tamir são agora também capazes de atingir drones, mísseis de cruzeiro, aeronaves, foguetes e até munições de artilharia inimiga.

A Rafael apresentará também as variantes do Iron Dome. Há o compacto I-Dome, onde uma versão reduzida dos equipamentos de detecção, comando e lançamento são instalados em um único caminhão, com foco na proteção de tropas móveis. E há também o C-Dome, para uso a partir de navios. Vale destacar ainda o Iron Beam, um sistema baseado em uma arma laser de 100 kW que pode complementar o Iron Dome.

Outro sistema versátil é o SPYDER, composto por baterias de mísseis Python  5 e Derby, sendo os primeiros para alvos a curto alcance, com uso de buscadores infravermelho, e os segundos para alvos além do alcance visual, com guiagem por radar. Adquirido recentemente pela República Tcheca, que vive a tensão atualmente vista no leste europeu, o SPYDER oferece proteção contra aeronaves de combate, bombardeiros e armas stand off, além de drones e mísseis de cruzeiro.

Para necessidades de longo alcance ou contra alvos em voo a grandes altitudes, como mísseis balísticos, a solução da Rafael é o David’s Sling. Apresentado como uma solução completa, inclui as opções dos mísseis Stunner ou SkyCeptor, com opção de utilizar várias baterias de lançamento.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho