AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Tu-22 russos usam pista na Síria para operações no Mediterrâneo

Foto: Ministério da Defesa da Rússia
image_pdfimage_print

Três bombardeiros russos Tu-22 Backfire foram deslocados nesta semana para a Base Aérea de Hmeymim, na Síria. Porém, a missão não foi atacar rebeldes como os do “Estado Islâmico”: as aeronaves já realizaram voos sobre o Mediterrâneo. O objetivo é realizar voos de familiarização na área e exercitar a capacidade de deslocamento para bases afastadas.

LEIA TAMBÉM: Tu-22M3 realizaram 47 ataques contra o Estado Islâmico

Com alcance de 6.800 km, os Tu-22 supersônicos estão ali graças à reconstrução da segunda pista da base aérea síria. De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, agora todos os tipos de aeronaves da Federação Russa, incluindo os modelos pesados, poderão voar a partir da Síria, o que representa um reforço da presença no Mediterrâneo. A notícia também foi divulgada pelos meios de comunicação de Israel.

O Tu-22, atualmente na versão Tu-22M3, são capazes de levar mísseis antinavio Kh-22, além de bombas de até 69 bombas de 250 kg. Porém, o atual destaque é o míssil hipersônico Kh-47M2 Kinzhal, capaz de atingir Mach 10 e, quando lançado dos Tu-22, voar por até 3.000 km.

Lançamento! ASAS 119! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros