AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Marrocos investe 17 bilhões de Reais por 36 helicópteros

Boeing AH-64E Apache
Boeing AH-64E Apache. Foto: Boeing
image_pdfimage_print

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos aprovou uma potencial venda de 36 helicópteros de ataque Boeing AH-64E Apache para o Marrocos. O negócio é avaliado em US$ 4,25 bilhões de dólares, o que na cotação atual representa mais de 17 bilhões de Reais.

A compra marroquina revela o desafio brasileiro para a futura aquisição de uma aeronave dessa categoria. Hoje, a Força Aérea Brasileira possui uma dúzia de modelos russos Mi-35, designados AH-2 Sabre. Já o Exército Brasileiro utiliza helicópteros HA-1 Fennec/Esquilo para as missões de escolta e ataque.

Foto: Boeing

A possível aquisição dos 36 AH-64E inclui um arsenal de 93 mil cartuchos 30mm, 611 mísseis Hellfire, 588 foguetes guiados, 5.216 foguetes não guiaddos e 200 mísseis ar-ar AiM-9H Stinger. O pacote inclui ainda 18 radares AN/APG-78 Longbow.

Quinze anos atrás, em 2004, o Marrocos foi designado como um parceiro da OTAN, status buscado pelo Brasil em 2019. Isso deu àquele reino a possibilidade de ter acesso a armamentos e suprimentos fabricados pelos Estados Unidos e outros aliados.

Assista a um vídeo da Boeing sobre o AH-64:

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros