AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Árabes e russos se unem desenvolvimento de helicópteros e drones

O VRT500 tem como foco também conquistar clientes ocidentais
image_pdfimage_print

Os Emirados Árabes Unidos querem fazer parte do desenvolvimento de helicópteros e drones russos. A Tawazun Holding Company, uma estatal do país árabe, assinou no Dubai Air Show a compra de 50% da empresa VR-Technologies. O negócio já estará concluído até abril do ano que vem.

A VR-Technologies não fabrica aeronaves: é responsável pelo desenvolvimento de projetos, como o modelo civil VRT500, equivalente ao Robinson R66. Criada em 2014, o escritório de design se concentra atualmente em veículos aéreos não tripulados. Os projetos são testados e fabricados pela Russian Helicopters.

Os russos anunciaram o acordo como um provável sinal de maior penetração no mercado do Oriente Médio, além de ter significado uma expressiva capitalização da empresa. A Tawazun será dona de 50% das ações.

Motores da Pratt & Whitney

No mesmo Dubai Airshow a VR-Technologies assinou com a Pratt & Whitney um contrato para que os helicópteros VRT500 utilizem motores PW207V. Com o novo motor, a aeronave poderá ter um alcance de 860 km com até 730 kg de carga útil a bordo. Haverá versões para passageiro, carga, transporte VIP, transporte aeromédico e utilitário.

O primeiro voo do VRT-500 deve ocorrer em 2020. A expectativa é que a certificação aconteça em 2022. Há planos para a criação de uma linha de montagem no Ocidente, possivelmente na Itália.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros