AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Autorizada a rota aérea Venezuela-Cuba-Rússia

Foto: Toshi Aoki

Autoridades de aviação da Rússia e Venezuela assinaram um acordo que permite às companhias aéreas russas voar de Moscou à venezuelana Porlamar, na Venezuela, com escala em Varadero, em Cuba. Por sua vez, as companhias aéreas venezuelanas poderão voar de Caracas a Havana e de lá seguir rumo a Moscou. O acordo é válido até o final da temporada de verão de 2024 no hemisfério Norte.

A Venezuela anunciou a abertura das conexões aéreas com a Rússia em 23 de novembro de 2020. As autoridades russas retomaram os voos para o país sul-americano desde 1º de abril de 2021. O primeiro voo posterior à liberação ocorreu em maio do mesmo ano – um voo da companhia aérea Conviasa partiu de Caracas a Moscou.

Em julho de 2021, a operadora de turismo russa Pegas Touristik anunciou o lançamento de viagens de Moscou a Margarita, a maior ilha da Venezuela. Em 1º de outubro de 2022, a Nordwind Airlines começou a voar de Moscou para a ilha.

A Conviasa informou aos operadores que fará uma nova rota, cruzando o Atlântico Norte e sobrevoando o norte da Europa, como faz a Nordwind. Desta forma, o voo Moscou-Porlamar-Caracas se dará sem escala técnica em Teerã para reabastecimento. O tempo de voo será, assim, reduzido de 21 para 13 horas.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho