AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Avião iraniano pousa na pista errada. Segundo caso em 2020

A320 da IranAir
image_pdfimage_print

Com 97 passageiros e nove tripulantes a bordo, o Airbus A319, matrícula EP-IEP, pousou na pista 12R do aeroporto de Trabiz, no Irã, apesar de o controle de tráfego ter dado autorização para pouso na pista 12L. Ocorrido em 7 de outubro, o incidente não deixou novas consequências, mas chamou a atenção por ser o segundo caso no ano envolvendo a empresa Iran Air.

No dia 10 de fevereiro, um ATR72 da mesma companhia aérea, com matrícula EP-ITM, pousou na pista 30R do mesmo aeroporto, após ter recebido autorização para pousar na 30L. Naquele caso, o curioso é que inicialmente o controle de tráfego deu autorização para pouso na pista 30R, mas a tripulação pediu para alternar para a 30L. Após o pouso, os próprios pilotos imediatamente pediram desculpas por rádio pela confusão.

A investigação de ambos os eventos apontaram para erros dos tripulantes. No caso do ATR, o comandante com 6.800 horas, sendo 1.700 só nesse tipo de aeronave, atrapalhou-se no uso das frequências do sistema de pouso por instrumentos (ILS). Apesar das condições climáticas e visuais ruins, luzes da pista de pouso e as luzes de aproximação estavam desligadas.

Já o relatório do incidente com o A319 apontou que os pilotos não se comunicaram corretamente durante toda a aproximação VOR/DME 1. Havia desgaste: era o terceiro voo da tripulação naquele dia, indo contra as regras de descanso da própria companhia aérea.

Os relatórios emitidos pela autoridade de aviação civil iranianos foram criticados por fontes ocidentais porque estavam exclusivamente na língua persa, contrariando as orientações da aviação civil internacional.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros