AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Azul deve adiar recebimento de 59 aeronaves da Embraer

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS, SP - 12/09/2019 - O primeiro Embraer E95 E2 para a Azul, registro PR-PJN e com a pintura ostentando os valores da companhia aérea. A cia aérea brasileira tornou-se a primeira no mundo a receber a nova versão do jato comercial da Embraer. Foto: Ariadne Barroso
image_pdfimage_print

A Azul anunciou que negocia com a Embraer atrasar a entrega de 59 aeronaves previstas para serem recebidas entre 2020 e 2023. Não é um cancelamento: o plano é começar a receber os aviões, todos do tipo E2, a partir de 2024. O valor do negócio é de R$ 4,2 bilhões.

Por conta da pandemia de Covid-19, a Azul precisou reduzir em 90% a sua capacidade no mês de abril comparado com 2019. A companhia também está reduzindo os custos e despesas com folha de pagamento em 50% comparado com o mesmo período do ano passado.

Embraer tem carteira de 15,9 bilhões

De acordo com o balanço de 31 de março, a Embraer conta com US$ 15,9 bilhões em carteira de pedidos firmes de aeronaves a entregar. Fora as aeronaves executivas, a Embraer tem 318 jatos a entregar, sendo 163 E175, quatro E190, 15 E190-E2 e 136 E190-E2. Há outras 401 aeronaves classificadas como opções de compra que podem ser exercidas.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros