AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Brasil começa a produzir partes dos caças Gripen

O primeiro Gripen brasileiro já está em testes na Suécia. Em 2020 começarão os voos no Brasil
image_pdfimage_print

Localizada em São Bernardo do Campo (SP), a Saab Aeronáutica Montagens (SAM) iniciou a produção de componentes do caça F-39E Gripen. O cone de cauda e a fuselagem dianteira da versão monoposto (um assento) do caça Gripen são as primeiras aeroestruturas a entrarem em produção na SAM. Posteriormente, os freios aerodinâmicos, a fuselagem traseira, o caixão das asas e a fuselagem dianteira para a versão biposto (dois assentos) serão fabricados na SAM.

“Esse é outro resultado da Transferência de Tecnologia do Programa Gripen. Com base no treinamento prático e teórico de engenheiros e montadores brasileiros na Saab em Linköping, conseguimos estabelecer uma linha de produção altamente qualificada na SAM, seguindo os mesmos padrões que temos em nossa fábrica na Suécia”, diz Jonas Hjelm, Head da Área de negócios da Saab Aeronautics. A SAM conta com mais de 70 funcionários, sendo que a metade já participou ou está participando do programa de Transferência de Tecnologia, na Suécia. Parte desses funcionários concluiu o treinamento e voltou para iniciar a produção no Brasil.

Em paralelo, já há sete protótipos do Gripen em testes na Suécia. Uma dessas aeronaves, a primeira brasileira, será enviada ao Brasil por navio. A expectativa é que ainda em 2020 sejam iniciados os testes de voo por aqui, sob responsabilidade de profissionais da Embraer e da Saab. A entrega para a Força Aérea Brasileira vai ocorrer em 2021.

Os componentes fabricados em São Bernardo do Campo serão entregues para a montagem final do caça na fábrica da Embraer em Gavião Peixoto (SP) e em Linköping, na Suécia.

Clique aqui para ler mais notícias sobre o Gripen.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Promoção Relâmpago

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros