AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Com consolidação do KC-390, FAB treina novo tipo de missão com os F-5

Foto: Força Aérea Brasileira

Realizado na primeira quinzena de novembro no Rio Grande do Sul, o exercício operacional Tínia 2023 marcou a consolidação do KC-390 Millenium como principal vetor de reabastecimento aéreo da Força Aérea Brasileira (FAB). Os antigos KC-130, com menores capacidades e costumeiros problemas de disponibilidade, sequer participaram. A modernização na área permitiu a execução de um novo tipo de missão pela aviação de caça: o vultime estendido.

Na prática, caças F-5EM fizeram missões com duração acima do habitual. As aeronaves iam ao combate, faziam o reabastecimento em voo com o KC-390 e voltavam, repetidas vezes. Não foi especificado quanto tempo de voo os F-5EM chegaram a registrar, mas em seu comunicado oficial a FAB ressaltou terem ocorrido treinamentos mais extensos, praticamente dobrando o tempo de permanência em ação. Todo o trabalho era realizado em níveis de voo mais elevados e em alta velocidade, outra possibilidade obtida com a incorporação do KC-390, uma vez que os KC-130 realizavam o procedimento a alturas menores e bem mais lento. O voo em perfis altos permite um melhor aproveitamento do uso do combustível.

A participação do KC-390 no exercício operacional Tínia 2023 também envolveu assalto aeroterrestre e ressuprimento aéreo. São missões típicas da guerra aérea simulada, em um cenário de conflito regular entre nações. O mesmo tipo de desafio será apresentado na Cruzex 2024, em novembro, com a participação de nações amigas, quando a FAB deverá mostrar todas as capacidades do KC-390 e, indiretamente, auxiliar na campanha de vendas da aeronave desenvolvida e fabricada pela Embraer.

LEIA TAMBÉM:

FAB faz treinamento com foco em guerra entre países

Caças Gripen do Brasil e da Suécia devem ser destaques da Cruzex 2024

FAB completa 10 mil horas com seus KC-390 e atinge 80% de disponibilidade

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho