AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Coreia do Norte mostra armas dos seus caças

image_pdfimage_print

A Coreia do Norte ainda tem uma força aérea com capacidade de combate. É o que o ditador Kim Jong-un quis demonstrar no último dia 11, durante uma visita à Base Aérea de Sunchon, onde vistoriou caças MiG-29 Fulcrum e aeronave de ataque Su-25 Frogfoot.

Olhares mais atentos perceberam detalhes curiosos. A decolagem de dois caças MiG-29 ocorreu com mísseis ar-ar R-60 (AA-8 Aphid) e R-73 (AA-11 Archer) debaixo das asas. O primeiro é um modelo de guiagem infra-vermelha, com alcance de 8 km, utilizado para combates aéreos. Já o AA-11 é guiado por radar e tem um alcance de 73 km.

A TV Estatal mostrou imagens do que deve ter sido o lançamento de um míssil R-60 a partir de um MiG-29. Não há informações confiáveis sobre quantos desses jatos estão em efetivo serviço operacional.

Já um Su-25 apareceu com os mísseis ar-terra Kh-25L (AS-10 Karen) e Kh-29L (AS-14 Kedge). O primeiro tem uma cabeça de guerra de 86 kg e o segundo de 320 kg. São armas guiadas por laser e ainda operacionais com a Força Aérea da Rússia.

O pod de guerra eletrônica SPS-141 Gvozdika também foi visto no Su-25. O sistema foi utilizado na Guerra do Golfo, tendo efetivamente atrapalhado o desempenho de mísseis antiaéreos MIM-23 Hawk em uso pelos Estados Unidos, e também operados pela Coreia do Sul.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros