AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Coreia do Norte interessada em caça stealth russo

Sukhoi Su-57. Foto: Andrei Shmatko

A visita do ditador norte-coreano Kim jong-Un à Rússia, realizada nesta semana, incluiu no roteiro a unidade da Sukhoi no oblast de Khabarovsk. Ele demonstrou especial interesse no caça stealth Su-57 e no multifuncional Su-35, as aeronaves atualmente mais avançadas fabricadas em série pela empresa.

Tanto a indústria bélica russa quanto o governo da Coreia do Norte sofrem com sanções internacionais e a abertura de diálogo entre as duas partes é identificada com receio pelos meios diplomáticos do Ocidente. Apesar da falta de transparência, a ditadura de Kim jong-Un demonstra foco em armamentos de alta tecnologia, como mísseis balísticos e submarino a propulsão nuclear. Mais que uma compra, o que poderia ser feito com a Sukhoi seria uma parceria de desenvolvimento.

A Rússia já ampliou a sua parceria com o Irã, que fornece drones utilizados no conflito contra a Ucrânia. A Coreia do Norte, por outro lado, tem um amplo arsenal de armas para uso individual de soldados, além de estoques de munições desconhecidas. 

Publicações como a Air Force Index, da Flight Global, estimam que a Força Aérea da Coreia do Norte conte hoje com cerca de 35 MiG-29, 50 MiG-23, 18 Su-7, 35 Su-25, 26 MiG-21, 120 F-7 (MiG-21 produzido na China), 90 F-6 (MiG-19 chinês) e ainda 100 F-5 (MiG-17 produzido na China).

Foto: Ministério da Defesa da Rússia

LEIA TAMBÉM:

Coreia do Norte está transformando caças antigos em drones suicidas

Coreia do Norte faz demonstração de poder da sua força aérea

MiG-29 renasce na Coreia do Norte

Su-57 supera o F-22 e o F-35, aponta analista

Nova versão do Su-57 será produzida a partir de 2025

Cinco países negociam compra do Su-57 Felon

REPORTAGEM – Su-57: a quinta geração em estilo russo

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho