AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Demanda por voo internacional ainda é 88% menor que em 2019

image_pdfimage_print

A demanda por voos internacionais em maio de 2021 foi 88% menor que no mesmo mês de 2019. O dado divulgado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) revela que o setor aéreo ainda é profundamente afetado pela pandemia de Covid-19.

O mercado doméstico também ainda vive um momento difícil. Em maio de 2021 foram trasnportados 3,63 milhões de passageiros, 49% a menos que maio de 2019. A queda da demanda foi de 43,4%. O setor de cargas registrou uma redução de 27,3%, totalizando 28.454 toneladas transportadas.

Para reduzir os prejuízos, as companhias aéreas diminuíram a oferta de assentos, com cancelamentos de voos. No mercado internacional, a oferta foi reduzida em 66,2%. No cenário doméstico, a retração foi de 43,7%, o que garantiu uma taxa média de ocupação de 82,2%, cerca de 0,6% acima do registrado em maio de 2019.

A Azul foi líder na participação dos voos domésticos, com 36,6% do movimento nacional. A LATAM ficou em segundo lugar, com 32,2%, e a Gol registrou 30,7%.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Lançamento! ASAS 118! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros