AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Embraer fez em 20 anos o que a concorrência levou 34 anos

Phenom 300E Foto: Embraer
image_pdfimage_print

Entre os fabricantes de aviões executivos no mundo, a entrega de 1.500 aeronaves é um marco. E, em média, as montadoras levaram 34 anos para atingir o número. Nesta semana, a brasileira Embraer comemorou seu 1.500º jato executivo em 20 anos de atuação neste mercado.

Com mais de 950 clientes e 1.500 aeronaves comercializadas, em mais de 80 países, os negócios de aviação executiva da Embraer acumulam uma taxa de crescimento anual de 22% desde 2002, quando o primeiro modelo de jato executivo foi entregue. Em 2020, um em cada quatro jatos de pequeno e médio porte entregues no mundo era da família Phenom ou Praetor.

O avião de número 1.500 foi um Phenom 300E, o jato da categoria leve mais vendido por nove anos consecutivos, que foi entregue à Haute Aviation, uma empresa suíça de fretamento, revenda e gestão de aeronaves. A aeronave, com alcance de 2.010 milhas náuticas (3.724 km) sem escala, permitirá que seus clientes possam se deslocar pela Europa sem necessidade de paradas.

Atualmente, o portfólio de jatos executivos da Embraer é composto pelo Phenom 100EV; o Phenom 300E, que é o jato leve mais vendido dos últimos nove anos consecutivos; Praetor 500 e o Praetor 600; os dois últimos com o melhor alcance de suas categorias, liderando o mercado de médio e supermédio porte, capazes de cruzar continentes e oceanos, respectivamente.

Lançamento! ASAS 119! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros