AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Embraer quer vender o KC-390 para os EUA

Concepção artística do KC-390 com sistema flying boom

A Embraer quer se envolver em um dos mais promissores – e disputados – mercados de aviação militar. A empresa anunciou hoje uma parceria com a companhia norte-americana L3Harris para desenvolver o que chamaram de “Agile Tanker”. Na prática, é um KC-390 adaptado para as necessidades operacionais da United States Air Force (USAF).

Os aprimoramentos esperados para o KC-390 incluem a integração de um sistema de reabastecimento conhecido como “flying boom”, além de sistemas de missão, para permitir localização distribuída e apoio a operações em áreas sob disputa, bem como comunicação resiliente atendendo aos requisitos JADC2 (Joint All-Domain Command and Control – comando e controle conjunto para todos os domínios. O “Flying Boom” é utilizado para reabastecer aeronaves como F-16, F-15, B-52, B-2, B-1 e A-10.

Os aprimoramentos complementarão as atuais capacidades de reabastecimento da aeronave, que incluem o sistema do tipo “sonda e cesto” de velocidade variável, a habilidade de receber combustível em voo, além de decolagem e pouso em pistas curtas e não-preparadas, permitindo uma maior cobertura da área de missão. Outra vantagem é que o KC-390 pode pousar em pistas curtas não preparadas, e atualmente nenhum reabastecer a jato dos Estados Unidos (KC-135, KC-10 e KC-46) é capaz de fazer.

Até o momento, o modelo já foi encomendado pelas forças aéreas do Brasil, Portugal, Hungria e Holanda. Caso venha a ser selecionado pela USAF, o KC-390 “Agile Tanker” deverá ser produzido nos Estados Unidos, conforme a legislação do país.

LEIA TAMBÉM:

Embraer reforça promoção do KC-390 na Europa

Embraer faz parceria para vender KC-390 para o Oriente Médio

FAB estreia sistema digital do KC-390 para lançamento de cargas

FAB agora tem dois esquadrões com jatos KC-390

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

NOVA EDIÇÃO DA ASAS!

Carrinho