AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

“Empresa do Agronegócio” foca no transporte de cargas e fretamento

image_pdfimage_print

Com a malha aérea limitada por conta da pandemia de Covid-19, a Asta, conhecida por atuar em áreas onde o agronegócio é forte, precisou modificar o seu modelo de negócios. A companhia do Mato Grosso, que voa aviões Caravan, direcionou suas operações para o transporte de carga e fretamentos.

“Buscamos oferecer mais opções para atender as necessidades dos nossos clientes, tendo em vista que o agronegócio é a principal atividade do estado e não pode parar, mesmo diante das dificuldades que estamos enfrentando com a pandemia. Com a opção de fretamento, além da agilidade para deslocamentos, os passageiros têm todo o conforto e segurança de um voo particular”, afirma Adalberto Bogsan, CEO da Asta.

LEIA MAIS sobre a Aviação Regional

Uma vantagem do Caravan é que a aeronave pode ser rapidamente configurada para transporte de passageiros ou carga. A cada voo, a Asta disponibiliza álcool em gel para todos os ocupantes, exige o uso de máscaras protetoras e faz a higienização de todos os espaços antes da decolagem.

A companhia atua desde 1995 com voos entre Cuiabá e cidades do interior de Mato Grosso, com foco no agronegócio, constituindo a maior malha sub-regional do país. Sua frota é composta por três aviões monomotor de 9 lugares, o Cessna Grand Caravan. Partindo da capital mato-grossense, são 10 cidades atendidas: Água Boa, Aripuanã, Canarana, Juara, Juína, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste e Tangará da Serra.

Foto: Asta Linhas Aéreas

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros