AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Europa-Brasil de narrowbody

image_pdfimage_print

A partir de 2023 as companhias aéreas vão poder fazer rotas entre o Brasil e a Europa com um novo modelo de aeronave de corredor simples, da categoria chamada de narrowbody, como as utilizadas por aqui em voos nacionais. A novidade será possível com o A321XLR, versão com alcance de 8.700 km. Fortaleza e Lisboa, por exemplo, estão a 5.650 km de distância.

O A321XLR é uma aposta da Airbus. As companhias aéreas poderão realizar com uma aeronave de corredor único rotas atualmente cumpridas só com modelos widebody, como o A330 ou o Boeing 767. Isso permitirá um replanejamento das malhas aéres, sobretudo aquelas de longas distâncias e demanda de passageiros que não justifiquem um widebody.

Uma das vantagens do novo avião é ter comunalidades com a família A319Neo, A320Neo e A321Neo. Essas aeronaves são campeãs de venda entre o mercado de corredor único, com 6.500 pedidos de mais de 100 clientes, entre eles LATAM e Azul.

A nova versão A321 XLR tem algumas diferenças: novo tanque traseiro central permanente, ou Rear Centre Tank (RCT), com maior volume de combustível; trem de pouso modificado para um peso máximo de decolagem (MTOW) de 101 toneladas métricas; configuração de flaps de bordo de fuga otimizada para preservar a mesma performance de decolagem e exigências de impulso de motor das aeronaves A321neo atuais. Especificamente, o novo RCT otimizado armazena mais combustível do que grande parte de tanques centrais adicionais opcionais, ou Additional Centre Tanks (ACTs), armazenavam anteriormente, ao mesmo tempo em que ocupa menos espaço do bagageiro, liberando espaço no porão da aeronave para bagagens e cargas em rotas de longo alcance.

O A321XLR consume 30% menos de combustível por assento do que as aeronaves concorrentes de gerações anteriores. O alcance máximo representa 15% a mais do que o atual A321LR.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros