AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Força Aérea Brasileira realiza planejamento com a Força Aérea do Peru

Caças Mirage 2000 do Peru durante o exercício Cruzex Foto: Johnson Barros / Força Aérea Brasileira

Vigilância na região de fronteira. Combate a crimes. Exercícios. Cursos. Seminários. Visitas técnicas. Esta foi a pauta do VIII Reunião de Conversações entre os Estados-Maiores da Força Aérea Brasileira e da Força Aérea do Peru, realizada em Brasília (DF) durante os dias 14 e 15 de setembro.

Durante o encontro foram formalizadas propostas de atividades de cooperação a serem desenvolvidas nos anos de 2022 e 2023 entre as duas forças aéreas. A comitiva peruana também visitou o Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I) e o Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE).

Helicóptero H-60 Blackhhawk da FAB junto a um Mi-17 do Peru durante um exercício Cooperación. A terceira aeronave é um UH-1 uruguaio
Foto: Enilton Kirchhof / Força Aérea Brasileira

O Chefe do Estado-Maior da Aeronáutica do lado brasileiro, Tenente-Brigadeiro Marcelo Kanitz Damasceno, destacou a relação bilateral entre as duas nações. “Isto demonstra o interesse dos nossos países e de nossas Forças Aéreas na busca de oportunidades de cooperação para as nossas parcerias”, disse. O Oficial-General falou, ainda, sobre o incremento da transparência relacionada à área de defesa. “A FAB, na sua concepção estratégica, entende que o caminho para incrementar o relacionamento com o Peru deve ser pautado na confiança mútua e na perspectiva da cooperação regional e internacional. Mais uma vez, eu gostaria de agradecer a presença de todos nesta Reunião de Conversações que fortalecerá os laços de amizades entre os dois países”, afirmou.

O Chefe do Estado-Maior da Força Aérea Peruana (FAP), Tenente-General Alfonso Javier Artadi Saletti, reforçou que o evento foi significativo para o fortalecimento da integração entre as duas Forças Aéreas. “Esta foi uma oportunidade para reiniciarmos as conversas e estreitar o relacionamento entre os dois países amigos que têm uma relação histórica. Estas reuniões são fundamentais para manter os laços de amizade, superando a distância e o tempo”, declarou.

Histórico

Nos últimos 20 anos, as forças aéreas do Brasil e do Peru têm se destacado na cooperação. Em 14 de dezembro de 1999 foi assinado em Lima um Acordo de Cooperação Mútua entre os dois países, com o objetivo de atuar no combate a crimes na região de fronteira.

O principal resultado foi a realização de cinco exercício PERBRA, nos anos de 2002, 2006, 2008, 2010 e 2015, com o treinamento de interceptações e de cooperação entre os sistemas de defesa aérea dos dois países. Exercícios semelhantes foram realizados com Uruguai, Argentina, Paraguai, Bolívia, Colômbia e Venezuela.

Em 2018, o Peru também participou do exercício Cruzex, com quatro caças Mirage 2000. Os dois países também colaboram nos exercícios Cooperación, voltados para a coordenação de missões de busca e salvamento.