AVIAÇÃO COMERCIAL & PRIVADA

Gol e LATAM vão ficar com espaços da Avianca

Airbus A318 da Avianca Brasil no Aeroporto de Congonhas (CGH/SBSP). Foto: Ariadne Barroso
image_pdfimage_print

A Gol e a LATAM saíram do leilão da Avianca realizado hoje em São Paulo com possibilidade de ampliarem suas rotas. A primeira arrematou por US$ 70 milhões a autorização para operar 20 voos de Guarulhos, 12 do Santos Dumont e 18 em Congonhas. Já a segunda, pelo mesmo valor, ficou com 26, 8 e 13 voos, respectivamente.

O leilão não envolve aeronaves ou outros bens físicos, e sim os “slots”, que são as autorizações para operar nos aeroportos em determinados horários. Com a posse dos slots, as companhias vencedoras podem ampliar sua própria malha aérea.

O dinheiro arrecadado poderá ajudar a Avianca a saldar dívidas deixadas, porém tudo pode vir a ser anulado. O leilão já foi questionado na justiça, que pode vir a decidir que a ANAC deve redistribuir os slots, que assim não poderiam ser leiloados como ativos da Avianca. A Azul, inclusive, decidiu não participar do leilão.

Tanto o lote de slots adquiridos pela Gol quanto o da Latam foram arrematados pelo valor mínimo. Outros quatro blocos de slots não foram arrematados, incluindo um que, sozinho, tinha 23 slots do disputado aeroporto de Congonhas.

Lançamento! ASAS 118! Garanta já a sua na pré-venda!

O Voo do Impossível

Parceiros