AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Gripen + Eurofighter + F-18 no Báltico

Antiga operadora de jatos soviéticos, a Hungria agora voa de acordo com os padrões da OTAN
image_pdfimage_print

A partir de maio o espaço aéreo sobre a região do Báltico terá a defesa aérea reforçada. Caças Gripen C da Hungria, Eurofighter Typhoon do Reino Unido e F-18 da Espanha vão atuar juntos na missão de defesa do espaço aéreo na região de fronteira com a Rússia. As aeronaves devem ser baseadas em Šiauliai, na Lituânia, país-membro da OTAN que faz fronteira com a Rússia e que não possui caças na sua força aérea.

A liderança dessa etapa da missão NATO’s Baltic Air Policing ficará a cargo da Hungria, que pela segunda vez manda seus caças para a Lituânia. Espanha e Reino Unido também já participaram da missão em outras ocasiões, inclusive na liderança.

Os F-18 da Espanha são da versão A, mais antiga. O país já conta também com caças Eurofighter Typhoon

Esse é o 50º deslocamento de caças de países da OTAN para a região. Desde 2004 os aliados defendem o espaço aéreo sobre a Lituânia, Estônia e Letônia, ex-nações soviéticas e agora membros da aliança ocidental. A missão foi reforçada após 2014, com resposta à tensões entre a Ucrânia e a Rússia.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros