AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Hermes 900 vira “bombeiro” no Chile

Um Hermes 900 pode voar por até mais de 30 horas

As Aeronaves Remotamente Pilotadas Hermes 900 da Força Aérea do Chile ganharam uma missão diferente neste mês de fevereiro. Com os incêndios florestais devastando grandes áreas do centro e do sul do país, as aeronaves passaram a empregas seus sistemas óticos para localizar e monitorar focos de incêndio.

Em 43 missões, três Hermes 900 detectaram 11 incêndios e monitoraram outros 84 focos. As mais de 20 horas de autonomia de voo permitiram manter uma vigilância constante sobre o avanço das chamas.

Os três Hermes 900, baseados na cidade de Iquique, já próximo da fronteira com o Peru, foram transferidos para Quintero e Maquehue. Aviões e helicópteros são empregados na tarefa de lançar água sobre os focos de incêndio. Só de UH-1H foram lançados mais de 116 mil litros na área de Temuco.

No Brasil, este drone e quaisquer outros produtos da Elbit, são representados e tem apoio técnico pela AEL Sistemas, empresa brasileira sediada em Porto Alegre (RS), que faz parte do Grupo Elbit, e que é dedicada ao projeto, desenvolvimento, fabricação, manutenção e suporte logístico de sistemas eletrônicos militares e espaciais, para aplicações em plataformas aéreas, marítimas e terrestres; sendo também capacitada para o fornecimento, projeto e desenvolvimento de aviônicos, sistemas terrestres e sistemas para segurança pública, a empresa também participa de diversos programas da indústria espacial.

NOVA EDIÇÃO DA ASAS! PRÉ-VENDA!

USE O CUPOM: FRETE GRÁTIS

Carrinho