ESPAÇO

Marcos Pontes leva parlamentares para conhecer Base de Alcântara

Principal vantagem do CLA é a proximidade da Linha do Equador, mas local tem sido pouco usado
image_pdfimage_print

Militar da reserva da Força Aérea Brasileira, astronauta e atualmente Ministro, Marcos Pontes realizou um esforço para que deputados e senadores conheçam melhor o Programa Espacial Brasileira. No dia 4 de junho, ele liderou uma comitiva que visitou o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, onde os políticos conheceram a infraestrutura já disponível no local e os projetos relacionados à operacionalização comercial.

Os parlamentares conheceram no CLA o Centro de Controle, local onde é feita toda a coordenação das operações de lançamento e em seguida o Setor de Preparação e Lançamento (SPL), a Torre Móvel de Integração (TMI), plataforma de lançamento que encontra-se em adaptação para receber o Veículo Lançador de Microssatélites (VLM), principal projeto nacional relacionado a veículos transportadores de cargas espaciais e que deve ser operado em Alcântara nos próximos anos.

Os deputados e senadores se reuniram com o Diretor-Geral do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Major-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, pelo Diretor do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), Coronel Marcello Corrêa de Souza, pelo Brigadeiro do Ar José Vagner Vital, Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Implantação (CCISE), e pelo Presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura.

O Major-Brigadeiro Potiguara apresentou o processo de reestruturação da Força Aérea Brasileira (FAB) até 2041, ano que a FAB completa 100 anos e apresentou um dos projetos estratégicos para a concepção operacional do CEA. Na sequência, o Brigadeiro do Ar José Vagner Vital, Vice-Presidente da Comissão de Coordenação e Implantação (CCISE), explicou o Projeto Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), com foco na comercialização de lançamentos a partir de Alcântara.

O Presidente da AEB, Carlos Moura, demonstrou aos integrantes da Frente Parlamentar, o impacto e relevância do Centro Espacial de Alcântara e do Programa Espacial Brasileiro nos municípios de Alcântara e de toda a região que abrange projetos, bem como as perspectivas futuras de incremento das atividades espaciais.

Outro assunto destacado pelo presidente da AEB em sua apresentação foi o andamento do Chamamento Público, Edital publicado pela AEB, no dia 25 de março, que pretende identificar empresas nacionais e internacionais que tenham interesse em realizar operações de lançamentos no CEA. “O Chamamento Público provocou um impacto positivo, pois registramos o interesse de empresas que ficam no outro lado do planeta. Acreditamos que vamos trabalhar com cerca de 10 empresas, de pequeno e grande porte”, destacou Carlos Moura.

Os estudos em andamento para avanços e melhorias na infraestrutura local da região em atendimento às demandas do Centro e que consequentemente devem beneficiar o município e todo entorno foram demonstrados pelo Diretor de Política Espacial e Investimentos Estratégicos da AEB, Cristiano Augusto Trein.

O Ministro Marcos Pontes ressaltou a importância do apoio do Congresso Nacional ao Programa Espacial Brasileiro, em especial por meio da Frente Parlamentar, tendo em vista, o potencial de dinamização econômica e transformação social para toda a sociedade brasileira. “A união dos poderes e esforços em prol do desenvolvimento da ciência e tecnologia no País vão resultar em investimentos, com isso, podem trazer melhores resultado para o Brasil no futuro”, afirmou Pontes.

Para o presidente da Frente Parlamentar, o Deputado Daniel Freitas (PSL-SC), o trabalho da FPMPEB tem a intenção de contribuir com o desenvolvimento do Programa Espacial Brasileiro e um dos primeiros passos é conhecer um dos centros espaciais mais promissores do mundo. “Estamos aqui para conhecer toda a estrutura do CEA e também para poder contribuir, no ambiente legislativo, com a viabilização do primeiro lançamento a partir de Alcântara”, ressaltou.

A Frente Parlamentar Mista para o Programa Espacial Brasileiro (FPMPEP), foi criada em fevereiro de 2020, com o objetivo de fortalecer e defender os interesses do setor espacial no âmbito do território nacional. Presidida pelo deputado federal, Daniel Freitas (PSL-SC), a FPMPEP também é um canal de diálogo entre o Congresso Nacional e a sociedade.

A visita à Alcântara terminou na Comunidade Cajueiro, umas das sete comunidades agrícolas criadas na década de 80, época da implantação do projeto espacial no município da costa marítima maranhense, e que abriga atualmente 70 famílias. No local, os parlamentares conversaram com as lideranças locais e conheceram um pouco da realidade local e puderam entender a interação histórica estabelecida entre a comunidade e o Centro. Parte dos moradores do Cajueiro já trabalharam ou ainda trabalham no CLA ou mantém vínculos com a organização militar da FAB, subordinada ao DCTA, que compõe o Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE), coordenado pela AEB.

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros