AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Rafale estreia nova tecnologia contra o Estado Islâmico

Rafale com novo pod Talios Foto: Armée de l'air e de l'espace

Guiagem de armamentos inteligentes, vigilância, inteligência e detecção de alvos no solo ou no ar. São essas as principais funcionalidades do pod Talios (TArgeting Long-range Identification Optronic System), desenvolvido pela empresa francesa Thales para os caças Dassault Rafale. O equipamento entrou em serviço com a Armée de l’Air no fim de outubro e no dia 25 de novembro já fez sua estreia em um cenário real.

Foi uma missão de escolta. Um par de Rafales voou por mais de cinco horas para proteger um comboio em solo em uma área ainda ameaçada pelo Estado Islâmico. As aeronaves deveriam fazer a vigilância aérea e, em caso de necessidade, neutralizar ameaças.

“O que me chamou a atenção em primeiro lugar foi a qualidade das imagens fornecidas pelo pod. A precisão permitiu uma análise das cena e uma compreensão acurada da situação”, disse o piloto identificado como “Comandante Guillaume”, do Esquadrão 3/30 “Lorraine”. “O trabalho do piloto é amplamente facilitado, notadamente por conta da melhoria da guiagem de armamento a laser e pelos elementos de realidade aumentada para facilitar o engajamento dos alvos. No somatório, a letalidade do Rafale aumenta com a integração do pod Talios”, completou.

O novo pod substituiu o anterior, Damoclès.

LEIA TAMBÉM: Rafale em serviço agora em 4 países

Rafale com novo pod Talios
Foto: Armée de l’air e de l’espace

No dia 17 dezembro, a Armée de l’Air e de l’espace, como é chamada a Força Aérea da França, completa seis anos de operação ininterrupta a partir da base Prince-Hassan, na Jordânia. Chamada pelos franceses de base aérienne projetée, o local recebe caças empenhados em ações contra forças do chamado Estado Islâmico.

LEIA TAMBÉM: Rafale cada vez mais multimissão