AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Rafale passa à frente do Gripen e Eurofighter

image_pdfimage_print

O Rafale ainda é um caça em evolução. Em dezembro, a Armée de l’Air, a força aérea francesa, declarou ter alcançado a capacidade operacional inicial da versão F3-R. Os aprimoramentos incluem o radar AESA Thales RBE2, o que faz o caça francês saltar à frente do F-39E Gripen e do Eurofighter Typhoon, cujos radares AESA ainda estão em teses.

Isso pode fazer a diferença para o Rafale F3-R nas concorrências internacionais. A fabricante, a empresa francesa Dassault, garantiu que essas capacidades estarão presentes em todos os caças adquiridos pelo Catar, Egito e Índia. Todos os Rafale em uso na França devem ser modernizados.

Outro destaque do Rafale é a velocidade com que as entregas são realizadas.

O radar de abertura sintética não só é mais confiável como alcança maior precisão operacional

A versão F3-R conta ainda com a a suíte de guerra eletrônica Spectra e o Auto-GCAS, um sistema para voos a baixíssima altura. Em termos de armas, o Rafale F3-R conta com as bombas inteligentes equipadas com o sistema de guiagem Sagem Hammer e o míssil ar-ar MBDA Meteor, semelhantes aos encomendados pela Força Aérea Brasileira pra seus novos F-39 Gripen. O pod Thales Talios também será incorporado no próximo ano.

A Dassault anunciou que a versão F4 já está em desenvolvimento.

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros