AVIAÇÃO MILITAR & DEFESA

Substituto do P-3 avança nos EUA

Sucessor do P-3 Orion, o P-8 é utilizado para missões de patrulha marítima, reconhecimento, caça a submarinos, ataque e inteligência
image_pdfimage_print

O P-3 Orion ainda é o avião de patrulha marítima titular em muitos países, como o Brasil. Mas o seu substituto ganha força: no dia 14 de maio, a US Navy recebeu da Boeing o 100º P-8A Poseidon, aeronave baseada no 737-800NG.

Sete esquadrões serão baseados em Jacksonville, na Flória, e outros seis terão como casa Whidbey Island, no estado de Washington. Um total de 120 aviões P-8 devem substituir cerca de 250 P-3C, que ainda estão em serviço apenas em algumas poucas atividades de patrulha marítima.

Os esquadrões equipados com P-3 da US Navy estão recebendo os novos P-8

Clique para ler mais notícias sobre o P-8

No Brasil, a Força Aérea Brasileira opera oito aeronaves P-3 recebidas entre 2011 e 2014. Uma delas serve para treinamentos, enquanto oito receberam o sistema de missão FITS, da Airbus. O Brasil também adquiriu mísseis Harpoon para uso nas aeronaves, inicialmente baseadas em Salvador (BA) e atualmente sediadas em Santa Cruz, no Rio de Janeiro (RJ).

Além da tripulação de voo, um P-8 Poseidon leva até 7 especialistas em missões

Visite a loja da Editora Rota Cultural e veja nosso acervo de
livros, edições da revista ASAS e produtos ligados à aviação!

Garanta já a sua Edição 114 de ASAS!

Promoção Fim de Ano!

Novidade! Assine ASAS também na Versão Digital!

Parceiros